TCU multa presidente do Sesi por irregularidades em passagens de avião

by

Jair Meneguelli vai ter que pagar R$5 mil; contas de 2008 foram rejeitadas

BRASÍLIA. O Tribunal de Contas da União (TCU) multou ontem o presidente do Serviço Nacional da Indústria (Sesi), Jair Meneguelli, em R$5 mil, por ter utilizado passagens de avião para se deslocar até São Paulo, onde mora. Segundo o TCU, as viagens de Meneguelli foram feitas com justificativas irregulares, e faltou o detalhamento da agenda. Várias viagens ocorreram nas quintas e sextas-feiras, dias próximos dos fins de semana, em 2008. Para ter a passagem emitida e paga pelo Sesi, Meneguelli informou ao TCU que foi “cumprir expediente na representação do Conselho Nacional (do Sesi) na cidade de São Paulo”.

O presidente do Sesi utilizou esse argumento para tentar justificar pelo menos quatro viagens à capital paulista, três numa quinta-feira e a outra, numa sexta. “O argumento de que tais viagens serviram para cumprir expediente no Sesi em São Paulo não preenchem os requisitos impostos à entidade para a concessão de passagens aéreas”, concluiu o relator do caso, Benjamin Zymler. “Além da ausência de justificativas, as referidas viagens incluíram finais de semana e tiveram por destino a cidade de São Paulo, local de domicílio do responsável (Meneguelli)”.

O TCU também identificou irregularidades na emissão de passagens para outros dirigentes do Sesi. Como presidente do Sesi, Meneguelli recebe salário de cerca de R$23 mil. A indicação para ocupar esse cargo foi feita pelo presidente Lula, em 2003. Meneguelli sucedeu a Lula no comando do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em 1981, e também foi presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT).

O TCU considerou excessivo o valor das aplicações financeiras feitas pelo Sesi – R$30 milhões -, montante que representa 90% de toda receita da entidade em 2008. O tribunal identificou também concentração de transferência de recursos a entidades assistenciais localizadas no Sudeste. Elas receberam 61% do total, sendo 48% somente para instituições de São Paulo.

O tribunal rejeitou as contas de Jair Meneguelli de 2008 e fixou prazo de quinze dias para pagamento da multa de R$5 mil, a partir da notificação. Meneguelli está no exterior. O Sesi informou que aguarda a notificação judicial para se manifestar e já anunciou que vai recorrer.

Fonte: O Globo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s