Em delação premiada, Youssef explicou operações com dólares

by

 

Apontado como um dos maiores especialistas em lavagem de dinheiro, Alberto Youssef explica suas operações milionárias como se tratasse de troco em botequim. A aritmética para transformar reais sujos em dólares limpos é descrita em uma delação premiada em um processo posterior ao escândalo do Banestado. O juiz era o mesmo que agora autorizou a prisão de Youssef na Lava-Jato, Sérgio Moro.

Palavras do doleiro: “Uma pessoa entra em contato e diz: “Eu preciso comprar US$ 9 milhões. Tá bom, eu posso te vender esses dólares a R$ 2,95. Ela diz: “Está fechada essa operação, pode contar com os reais”. Aí, você sai no mercado comprando esses dólares”.

A diferença do câmbio é paga pelo cliente, bem como a taxa de 1,5% que fica com o doleiro. A quantia final, com as taxas, é transferida para dezenas de contas. Se fosse necessário, Youssef também transportava dólares em aviões particulares, usando até pistas clandestinas. Parte do dinheiro também servia para irrigar campanhas. O esquema era o mesmo do Banestado, diluído em inúmeras operações bancárias. A diferença é que os depósitos ocorriam em paraísos fiscais.

– Agora ele está muito mais sofisticado, com novos contatos políticos – afirma o ex-promotor Luiz Delazari.

Em grampos, Youssef aparece entregando dinheiro em Brasília, negociando contratos com o Ministério da Saúde e participando de reuniões na Caixa Federal e em apartamentos de deputados. Procurado por ZH, o advogado de Youssef, Antonio Augusto Figueiredo Bastos, não retornou as ligações.

 

Fonte: Zero Hora

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s